Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

Certos casais



Almeida, Hugo (Autor), Moreau, Filipe (Editor), Girard, Marcelo (Projeto gráfico)

#certoscasais, #hugoalmeida, #editoralaranjaoriginal, #laranjaoriginal, #coleçãorosamanga, #contos, #literaturabrasileira, #santacruz, #colégiosantacruz


Sinopse

De cara você se percebe no bojo da aeronave a jato, em pleno voo, como se despertasse no meio da viagem.
Deslocar o leitor para 10.000 m de altitude não é proeza para escritor qualquer. É preciso propulsão e, a um só tempo,
tirocínio. Domínio mais uma vez mostrado por Hugo Almeida ao dar partida em Certos casais, no primeiro conto, “O sono
do vulcão”, com palavras comuns, de uso diário: “Deus fez o mundo à toa? Tudo tem motivo?”. Nada de abracadabras ou
bababadalgharas. Fazer com que a cabeça do leitor permaneça nas nuvens exige ainda mais. Por obra e arte de Hugo, você já ficou
refém, sem apelo, no “longo voo, agora noturno”, a ouvir “turbinas, incansáveis, lá fora”, e turbulências, concomitantes, lá dentro. Cá dentro, de você. Que está
pensando e sentindo com o narrador, dividindo a atenção entre a escapadela de alta voltagem, em curso, com a passageira do banco de trás, affaire entre pé deslizante e mãos, idem, e a espiadela de duplo sentido: “Lá embaixo, fogo – o Brasil arde onde ainda há floresta”. Lá embaixo você já vai estar quando se inicia o segundo conto, o deslocamento inverte-se em “Outra vida para dona Olímpia”. A bordo também de uma nave, contudo térrea, de igreja, você adentra a cabeça da viúva que, tendo passado a Semana Santa em Diamantina, resolveu esperar pela Festa do Divino. Ela, você, está de olho no padre, fora do confessionário, na casual mão-boba dele na adolescente que se confessa no banco ao lado do altar. De orelha em pé, a viúva, você: orelha enviesada que dali pesca sons entrecortados. Logo se evidencia o rodízio desses personagens e de outros, as ligações entre eles, sua alternância como narradores nos oito contos do Livro I. Para além da autonomia, ambos, o Livro I pelo entrelace e o Livro II pelo teor, podem ser tidos como minirromances. O Livro II, de um só conto, “Amor radioativo”, é sobre o afeto e a tóxica tarefa profissional que unem Marya Sklodowska a Pierre Curie, o acidente que o vitima e desfaz o casal certo de Certos casais. A vida é imperfeição. // Beatriz Magalhães

Metadado adicionado por Laranja Original em 03/08/2021

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Laranja Original

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9786586042221
  • Livro Impresso
  • Certos casais
  • --
  • 1 ª edição
  • Coleção Rosa Manga
  • 1
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Almeida, Hugo (Autor), Moreau, Filipe (Editor), Girard, Marcelo (Projeto gráfico)
  • #certoscasais, #hugoalmeida, #editoralaranjaoriginal, #laranjaoriginal, #coleçãorosamanga, #contos, #literaturabrasileira, #santacruz, #colégiosantacruz
  • Literatura nacional
  • FIC029000
  • 2021
  • 01/09/2021
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 14 x 21 x 1 cm
  • 0.28 kg
  • Brochura
  • 112 páginas
  • R$ 45,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9786586042221
  • 9786586042221
  • --

Sumário

Livro I
O sono do vulcão 13
Outra vida para dona Olímpia 27
Conto das cadeiras 45
Dánae, muito prazer 51
O pão nosso de cada dia, vosso reino (intervalo para falar de
flores) 59
A brisa na varanda 65
Trovões 75
Fogo baixo, labareda 79

Livro II
Amor radioativo 93



Áreas do selo: ArtesInfantojuvenilLiteratura estrangeiraLiteratura nacionalTeoria e crítica literária

A editora Laranja Original destaca-se pela publicação de poesia, mas traz em seu catálogo outros gêneros de ficção literária, traduções, trabalhos jornalísticos, acadêmicos, de artes plásticas, música, ilustração, fotografia – e já são mais de 20 títulos publicados. Cada projeto recebe extrema dedicação, com o investimento em equipes competentes para trabalhar os originais e lançar materiais de qualidade, em forma e conteúdo.

Saiba mais