Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

O Estado sob as lentes
a cinematografia em Pernambuco durante o Estado Novo (1937-1945)



Nascimento, Arthur G. Lira do (Autor)

HISTÓRIA, CINEMA, ESTADO NOVO, ARTES, CINEMATOGRAFIA, BRASIL, PERNAMBUCO, CRIAÇÃO, CRIAÇÃO NARRATIVA


Sinopse

O Estado sob as lentes: A cinematografia em Pernambuco durante o Estado Novo (1937-1945), busca abordar a importância das atividades cinematográficas na construção da criação narrativa do período do regime ditatorial do Estado Novo, presidido por Getúlio Vargas. O autor apresenta um minucioso trabalho de pesquisa, de maneira que, busca com a obra ressaltar a influência dos cineastas pernambucanos para a representação e na apresentação do Estado Novo.

Metadado adicionado por Paco Editorial em 02/02/2022

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Paco Editorial

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9786558404521
  • Livro Impresso
  • O Estado sob as lentes
  • a cinematografia em Pernambuco durante o Estado Novo (1937-1945)
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Nascimento, Arthur G. Lira do (Autor)
  • HISTÓRIA, CINEMA, ESTADO NOVO, ARTES, CINEMATOGRAFIA, BRASIL, PERNAMBUCO, CRIAÇÃO, CRIAÇÃO NARRATIVA
  • Artes
  • 791,43098134
  • PER000000, PER004030
  • --
    --
  • 2022
  • 01/01/2022
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 14 x 21 x 1.47 cm
  • 0.34 kg
  • Brochura
  • 284 páginas
  • R$ 59,90
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • --
  • 9786558404521
  • 5936
  • --

Sumário

PREFÁCIO/APRESENTAÇÃO
INTRODUÇÃO
CAPÍTULO I
O RECIFE EM MOVIMENTO
Luz, movimento e som: a chegada do cinema sonoro em Pernambuco
“O cinema falado é o grande culpado da transformação”
Uma proposta de cinema nacional
CAPÍTULO II
CINEMA E ESTADO NOVO: POLÍTICA, CULTURA E PROPAGANDA
Cinema, educação e nacionalismo através dos órgãos governamentais
O Estado sob as lentes: o imaginário social e Cinema
Aspectos da Interventoria de Agamenon Magalhães
Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda (1942-1945)
CAPÍTULO III
MERIDIONAL FILMES: UM CINEMA DO ESTADO NOVO
A Meridional Filmes do Recife
A Grande Exposição Nacional (1940)
Quarenta Horas de Vibração Cívica (1940)
O Coelho Sai (1942)
CONSIDERAÇÕES FINAIS
FONTES E DOCUMENTAÇÃO
REFERÊNCIAS